CAFÉ PODE AFETAR NÍVEIS GLICÊMICOS. COMO É O SEU CONSUMO?



Hoje é o Dia Internacional do Café (1º de outubro). O café é a bebida mais popular do mundo, com cerca de dois bilhões de xícaras consumidas todos os dias. Como você consome café?


Aproveitamos para trazer dados de uma pesquisa do Center for Nutrition, Exercise & Metabolism da University of Bath (Reino Unido), que analisou o efeito do sono interrompido e do café da manhã em uma variedade de marcadores metabólicos diferentes.


Em publicação no British Journal of Nutrition, os cientistas mostram que, embora uma noite de sono ruim tenha impacto limitado sobre o nosso metabolismo, beber café como forma de despertar pode ter um efeito negativo no controle da glicemia.


Dada a importância de manter nossos níveis glicêmicos dentro de uma faixa segura para reduzir o risco de doenças como diabetes e doenças cardíacas, os cientistas dizem que esses resultados podem ter implicações de 'longo alcance' na saúde, especialmente considerando a popularidade global do café.


Suas descobertas destacam que uma noite de sono interrompido não piorou as respostas de glicose no sangue / insulina dos participantes no café da manhã, quando comparado a uma noite normal de sono. Pesquisas anteriores sugerem que perder muitas horas de sono em uma e/ou várias noites, pode ter efeitos metabólicos negativos, por isso é reconfortante saber que uma única noite de sono fragmentado (por exemplo, devido à insônia, perturbação do ruído ou um bebê) não têm o mesmo efeito.


No entanto, o café preto forte consumido antes do desjejum aumentou substancialmente a resposta glicêmica ao café da manhã em cerca de 50%. Embora pesquisas em nível populacional indiquem que o café pode estar relacionado à boa saúde, pesquisas anteriores demonstraram que a cafeína tem o potencial de causar resistência à insulina. Este novo estudo, portanto, revela que o hábito comum de beber café após uma noite de sono ruim pode resolver o problema de sonolência, mas pode criar outro ao limitar a capacidade do corpo de tolerar o açúcar do café da manhã.


Finalizando, segundo os pesquisadores, os indivíduos devem tentar equilibrar os potenciais benefícios estimulantes do café com cafeína pela manhã com seu potencial para elevar os níveis glicêmicos, e pode ser melhor consumir café após ingestão do desjejum do que antes.


E no seu caso, como é o consumo de café? Você costuma tomar o “café preto” antes de comer?


HEALS Educação, mantendo você sempre bem informado!


#educacao #capacitacaoprofissional #desenvolvimentohumano #aprimoramento #coach #softskills #liderança #farmacia #nutricao #enfermagem #medicina #estetica #radiologia #biomedicina #quimica #biologia #fisioterapia #fitoterapia #plantasmedicinais #farmaciaclinica #farmacoterapia #healseducacao #cafe #diainternacionaldocafe



A pesquisa “Glucose control upon waking is unaffected by hourly sleep fragmentation during the night, but is impaired by morning caffeinated coffee” , pode ser acessada pelo link https://www.cambridge.org/core/product/identifier/S0007114520001865/type/journal_article

2 visualizações0 comentário